O documento, cuja versão final foi hoje publicada no Jornal Oficial dos Açores, refere que se pretende “afirmar a vila do Corvo enquanto espaço urbano qualificado e único” na região, “apostando na diversidade funcional, nomeadamente das potencialidades turísticas, e na melhoria da qualidade de vida no núcleo urbano”.

Para atingir este objetivo, o PDM prevê a “promoção da reabilitação do património edificado” e a “manutenção das vivências coletivas e de pertença do espaço urbano”.

Outra das metas do plano visa a “criação de condições para o desenvolvimento e qualificação” do espaço rural, através da definição de critérios de localização, diversificação e distribuição espacial dos vários usos e limites de carga”.

Segundo o documento, pretende-se neste capítulo “aplicar políticas e orientações de desenvolvimento” de atividades com base nos recursos endógenos, visando a “valorização do território numa perspetiva integrada”.

O PDM do Corvo propõe-se “valorizar os recursos biofísicos do território e a qualidade ambiental, através da definição de condicionantes à ocupação e transformação do solo numa perspetiva de conservação dos valores naturais”.

A par da conservação desses valores, o objetivo é promover o “uso sustentável dos recursos hídricos”, a minimização de situações de risco, bem como “garantir medidas capazes de assegurar a fruição sustentável do património ambiental”.

O município do Corvo vai, ainda no âmbito do documento orientador, apostar na “certificação territorial” dos produtos locais e das atividades de turismo e lazer, explorando o seu estatuto de reserva da biosfera.

O PDM contempla, também, a melhoria das acessibilidades, através do reforço das diversas redes de comunicação, nomeadamente no “acesso e utilização generalizada das TIC”, e do “incentivo ao intercâmbio de pessoas e bens com a região e outros continentes”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.