“O incêndio chegou a ter três frentes ativas, mas já está em resolução. Está dominado desde as 21h00”, disse à agência Lusa o responsável do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja, Vítor Cabrita.

O combate ao fogo mobiliza um total de 188 operacionais, apoiados por 63 veículos, indicou o comandante distrital, referindo que os seis meios aéreos que, durante o dia, também estiveram envolvidos na operação saíram da zona “por volta das 20h00”.

O alerta para este incêndio, que lavrou durante a tarde numa zona de mato, na freguesia de Colos, no concelho de Odemira, foi dado às 12:44, disse o CDOS.

Ao final da tarde, quando o fogo tinha duas frentes ativas, o comandante Vítor Cabrita explicou à Lusa que as chamas não ameaçavam casas, nem pessoas.

Os “acessos difíceis” e o vento, que soprava na altura “com grande intensidade”, estavam a dificultar a tarefa dos bombeiros.

“O vento é muito inconstante, muda de direção continuamente, o que dificulta grandemente o trabalho do combate do dispositivo de bombeiros”, frisou, na ocasião, o responsável do CDOS.

Artigo atualizado às 21h56

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.