Um bombeiro morreu e pelo menos mais um ficou ferido a combater um incêndio na Serra da Lousa, confirmou o SAPO24 junto de fonte dos Bombeiros Voluntários da Lousã.

O incêndio, confirmou a mesma fonte, já foi dado como dominado.

Já o presidente da Câmara Municipal da Lousã, Luís Antunes, disse à agência Lusa que foram quatro os bombeiros a suster ferimentos, dois deles em estado grave.

A informação, inicialmente avançada pelo semanário Expresso, é de que se tratavam de membros de uma equipa de intervenção inicial da corporação dos bombeiros de Miranda do Corvo. O mesmo jornal indica que o fogo deflagrou na sequência da trovoada seca que se fez sentir na região Centro durante a tarde deste sábado.

À SIC, Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, disse que a vítima mortal se trata de um bombeiro de 55 anos. O Correio da Manhã, citando fonte oficial da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), informa que o bombeiro era o chefe de equipa.

O incêndio, numa encosta da Serra da Lousã, junto a um acesso ao Trevim, no concelho da Lousã (distrito de Coimbra), terá sido provocado pela trovoada que se fez sentir ao final da tarde na região.

As chamas deflagraram numa zona muito acidentada de terreno, perto do baloiço de Trevim, um dos pontos turísticos do concelho.

Uma fonte da autarquia da Lousã confirmou à Lusa que o incêndio foi antecedido por uma forte trovoada seca, acompanhada por vento forte, que dificultou o trabalho de mais de 200 bombeiros de diversas corporações dos distritos de Leiria e Coimbra.

A ANEPC tinha alertado hoje para o risco de incêndio rural associado à ocorrência de aguaceiros e trovoada seca prevista com maior probabilidade nas regiões do interior Norte e Centro e Alto Alentejo.

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, já emitiu uma nota de pesar à morte do bombeiro. "Em nome do Governo, endereço sentidos pêsames à família, amigos e à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Miranda do Corvo", escreveu o governante

"Importa, neste momento, realçar a forma empenhada, generosa e profissional com que todos os dias milhares de bombeiros integram este esforço nacional da defesa da floresta contra incêndios", lê-se ainda na nota.

[Notícia atualizada às 23:10]

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.