O Infarmed anunciou, no início de outubro, que os medicamentos contendo propranolol (Inderal, comprimido revestido, 10 e 40 mg) estavam "em rutura de stock".

Considerado um medicamento fundamental, já que é utilizado para o controle de hipertensão e no tratamento e prevenção do enfarte do miocárdio, da angina, de arritmias cardíacas e enxaqueca, era preciso encontrar alternativas.

Por isso, chegou um substituto no final do mês: o fármaco Propranolol Accord, com rotulagem em língua espanhola. Mas algumas farmácias portuguesas — tanto no norte como na região de Lisboa — já não têm o medicamento disponível, frisando estar esgotado no distribuidor.

Ao SAPO24, o Infarmed refere que "tem informação de que ainda existe Propranolol Accord (medicamento genérico do Inderal) no canal de distribuição, tendo sido autorizada excecionalmente a comercialização de 50.000 embalagens deste medicamento".

"No entanto, esta monitorização está a ser realizada e até à disponibilização do medicamento Inderal (que se prevê durante o mês de dezembro) continuam a ser verificadas as necessidades do mercado", acrescenta.

Para garantir medicação, "o doente deve consultar o seu médico para que lhe seja indicada uma alternativa para a indicação terapêutica em causa", remata o Infarmed.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.