Representantes do regime sírio e dos grupos rebeldes sentaram-se na mesma mesa redonda, na primeira sessão das negociações de paz, aberta com um discurso do ministro dos Negócios Estrangeiros do Cazaquistão, Kaïrat Abdrakhmanov, constatou um correspondente da AFP.

As conversações de paz sobre a Síria em Astana foram convocadas graças a um pacto entre Moscovo, que apoia o Governo sírio, e Ancara, que dá respaldo à oposição síria.

Estes dois países, junto com o Irão, foram os artífices do cessar de hostilidades que entrou em vigor na Síria a 30 de dezembro.

A guerra na Síria começou em março de 2011 e provocou já mais de 300 mil mortos, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.