Segundo os dados divulgados, registou-se um aumento de 16 mil em relação aos 728 mil pedidos de subsídio da semana passada (um número revisto em alta).

Apesar de uma diminuição gradual nas inscrições semanais para subsídio de desemprego desde que foi atingido um recorde de 6,8 milhões na última semana de março de 2020, devido ao impacto da pandemia de covid-19, os números continuam muito acima dos 205 mil pedidos semanais que se registavam regularmente até fevereiro do ano passado.

Na passada sexta-feira foi anunciado que a taxa de desemprego caiu duas décimas em março, para 6%, tendo sido criados 916 mil empregos, o que é visto como um sinal de recuperação da economia norte-americana após a crise provocada pela pandemia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.