“Os interesses portugueses estão neste momento salvaguardados. Nós temos uma balança comercial de produtos agrícolas e agroalimentares largamente positiva com o Reino Unido, com um excedente comercial da ordem dos 300 milhões de euros, que queremos manter e desejavelmente aumentar”, disse Luís Capoulas Santos aos jornalistas.

O ministro, que hoje participou numa reunião com os seus homólogos da União Europeia (UE), salientou que o acordo que os 27 estão prontos para fechar com Londres garante a manutenção das regras atualmente em vigor até 2020.

“Haverá depois que regulamentar o pós-2020 e temos que estar muito atentos”, disse.

O projeto de acordo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia “está em condições de ser aprovado pelos chefes de Estado e de Governo” dos 27 na cimeira do próximo domingo, disse hoje em Bruxelas o ministro dos Negócios Estrangeiros.

No final de um Conselho de Assuntos Gerais dedicado ao ‘Brexit’, Augusto Santos Silva indicou que, após análise do compromisso alcançado entre Bruxelas e Londres, “o Conselho endossou o acordo de saída, o que significa que os chefes de Estado e de Governo no Conselho Europeu extraordinário do próximo domingo podem aprová-lo, e assim a UE dará todos os sinais necessários para a validação desta negociação”.

O Reino Unido abandona a UE no próximo dia 29 de março.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.