"Fiquei extraordinariamente surpreendida. Não vimos ali expressa uma única ideia", afirmou a vice-presidente do PSD em declarações aos jornalistas esta tarde, após a declaração de candidatura de Luís Montenegro e depois desta manhã ter acusado o social-democrata de tentar fazer um "golpe de estado" jo partido. 

Sobre o conteúdo das declarações de Montenegro, Isabel Meirelles considerou que a única base em que se apoia a sua declaração são as sondagens e aproveitou para recordar que "se fosse pelas sondagens" Rui Rio não tinha sido eleito três vezes presidente de câmara, ganho as diretas e nem Pedro Passos Coelho tinha ganho as últimas eleições.

Na opinião da dirigente, a candidatura de Montenegro "é um plano arquitectado do passado. Ele quer salvar as pessoas que o rodeiam e a ele próprio", afirmou. 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.