O Serviço Geológico dos Estados Unidos (United States Geological Survey) afirmou que o epicentro terá sido a uma profundidade de 54 km no Pacífico, perto de Fukushima, próximo do epicentro do terramoto que ocorreu em 2011 e que desencadeou um tsunami e matou mais de 18 mil pessoas.

O terremoto ocorreu às 23h08 (horário local; cerca das 14h08 em Portugal Continental).

Tanto em Fukushima como em Miyagi, na costa nordeste do Japão, o terramoto atingiu o nível seis na escala japonesa, cujo máximo é sete.

Outras zonas da costa leste e centro do Japão foram também fortemente abaladas pelo sismo, incluindo a capital, onde atingiu o nível quatro na escala japonesa, divulgou a agência EFE.

A Agência Meteorológica do Japão observou que o terramoto pode causar uma ligeira elevação no nível do mar, embora o alerta de tsunami não tenha sido ativado.

O executivo japonês formou uma equipa de emergência para reunir informações e avaliar a situação, segundo a rede estadual NHK.

As empresas de energia que operam centrais nucleares localizadas nas áreas afetadas estão a verificar se existem danos nas instalações, refere a EFE.

Desconhece-se ainda se existem danos materiais ou se o forte terramoto causou vítimas ou feridos.

(*com Lusa)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.