"Na data em que se assinala um mês da inscrição do Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude (JMJ Lisboa 2023), o Comité Organizador Local (COL) revela que mais de 200 mil jovens de todo o mundo já iniciaram a inscrição no maior encontro com o Papa, que vai decorrer em Lisboa de 1 a 6 de agosto de 2023", pode ler-se no comunicado divulgado.

Segundo a organização, há "representantes de mais de 120 países inscritos, provenientes não só da Europa, mas também de África e da América do Norte, Central e do Sul", pelo que "a mobilização destes jovens para a inscrição reflete a diversidade de ter peregrinos de todo o mundo a participar na JMJ Lisboa 2023".

"Da Europa, destaca-se a maior inscrição de jovens provenientes de Portugal e Espanha, seguidos de Polónia e Itália", é ainda referido.

Por sua vez, "no continente Americano, os países com maior representatividade são os Estados Unidos da América, o Brasil, o México e o Equador". Já "no continente Africano, realça-se a inscrição de jovens provenientes de países como Moçambique, Angola e Guiné-Bissau, que historicamente têm uma maior ligação a Portugal".

Dos 50 aos 255 euros. Quanto é que os peregrinos vão pagar pela inscrição na Jornada Mundial da Juventude em Lisboa?
Dos 50 aos 255 euros. Quanto é que os peregrinos vão pagar pela inscrição na Jornada Mundial da Juventude em Lisboa?
Ver artigo

De recordar que "todas as iniciativas da JMJ Lisboa 2023, incluindo os eventos centrais com o Papa Francisco, são de acesso gratuito para todos".

Contudo, "no seguimento do que acontece em todas as Jornadas, a inscrição permite que os peregrinos possam ter acesso a diversos pacotes, mediante as suas necessidades ao nível de serviços, como o alojamento e a alimentação, e em função do período que permanecem em Lisboa".

Lisboa foi a cidade escolhida pelo Papa Francisco para a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer entre os dias 1 e 6 de agosto de 2023, com as principais cerimónias a terem lugar no Parque Tejo, a norte do Parque das Nações, na margem ribeirinha do Tejo, em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures. A iniciativa, que será encerrada pelo Papa, esteve inicialmente prevista para este ano, mas foi adiada devido à pandemia.

A JMJ foi instituída por João Paulo II, em 1985, e desde então tem-se evidenciado como um momento de encontro e partilha para milhões de pessoas por todo o mundo.

A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, e desde então a JMJ já passou por Buenos Aires (Argentina, 1987), Santiago de Compostela (Espanha, 1989), Czestochowa (Polónia, 1991), Denver (Estados Unidos, 1993), Manila (Filipinas, 1995), Paris (França, 1997), Roma (Itália, 2000), Toronto (Canadá, 2002), Colónia (Alemanha, 2005), Sidney (Austrália, 2008), Madrid (Espanha, 2011), Rio de Janeiro (Brasil, 2013), Cracóvia (Polónia, 2016) e Cidade do Panamá (Panamá2019).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.