A decisão tomada pelo juiz Victorio Giuzio Neto, da 24ª Vara Cível Federal de São Paulo responde a um pedido feito pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, cidade onde a Embraer possui um dos seus principais polos de produção.

Esta é a segunda vez que as negociações entre Embraer e a Boeing são paralisadas por ordem na justiça brasileira.

As duas empresas anunciaram no último dia 17 que avançaram os termos de um acordo para criar uma joint venture voltada à aviação comercial que poderá ter 80% de participação da Boeing e 20% da Embraer cuja execução depende de aprovação do Governo brasileiro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.