Esta suspensão provisória do regulamento da IAAF foi decretada após Semenya ter recorrido para a justiça suíça da decisão tomada pela IAAF e permite que a corredora sul-africana participe nas competições sem qualquer restrição enquanto o seu recurso é analisado, anunciou hoje a equipa de comunicação da atleta.

“Agradeço aos juízes suíços por esta decisão. Espero que, no seguimento do meu recurso, possa voltar a correr livremente”, reagiu em comunicado Semenya, que avançou para a justiça suíça na passada quarta-feira para contestar a decisão do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), anunciada em 01 de maio, e que apontava para a necessidade de a regra sobre a testosterona da IAAF ser cumprida.

Contactada pela agência de notícias francesa (AFP), a IAAF não quis comentar o caso.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.