O portal, lançado em parceria com o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, autoridades de saúde e instituições de investigação científica, públicas e privadas, reúne também grupos de investigação, disponibilizando meios de trabalho colaborativo ‘online’ sobre estes elementos, bem como mecanismos de comunicação direta entre os utilizadores com o objetivo de promover a interação e colaboração entre todos.

Em comunicado, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior explica que as ações e publicações submetidas são previamente validadas por uma Comissão de Validação Técnica e Científica constituída pela presidente do Conselho Diretivo da AICIB, Catarina Oliveira, a vogal do Conselho Diretivo da AICIB Patrícia Calado, a vogal do Conselho Diretivo do Instituto Ricardo Jorge Cristina Abreu Santos e pelo vogal do Conselho Diretivo da FCT Nuno Feixa Rodrigues.

O “Science 4 Covid-19″ compila recursos disponíveis para utilização em projetos e atividades de Investigação e Desenvolvimento (I&D) que visem o combate ao novo coronavírus (COVID-19) em linha com o Plano Nacional de Preparação e Resposta à Doença da Direção Geral da Saúde (DGS), assim como com as estratégias de outras autoridades europeias e internacionais de saúde.

O portal agrupa iniciativas da comunidade científica portuguesa de ações de caráter social e solidário e de identificação e disponibilização aos profissionais de saúde de material de proteção individual.

Neste portal serão também agrupadas iniciativas na área das engenharias, de adaptação, desenvolvimento e fabrico de diversos modelos de ventiladores, da área clínica e biomédica, como novos protocolos de rastreamento do coronavírus e da comunicação, como a criação de materiais informativos e educativos sobre o Coronavirus para divulgar nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.

Segundo o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, esta iniciativa pretende dar resposta à situação epidemiológica provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2 e da doença Covid-19, assim como para alavancar novas atividades económicas de base tecnológica em Portugal”.

Manuel Heitor reforça que “importa mobilizar investigadores e as suas instituições com a capacidade necessária para concretizar efetivamente os esforços em curso, assim como mobilizar outros institutos científicos e tecnológicos nacionais, empresas e técnicos de saúde para garantir a implementação efetiva das várias ações”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 60 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 266 mortes, mais 20 do que na véspera (+8,1%), e 10.524 casos confirmados de infeção, o que representa um aumento de 638 (+6,5%), em relação a quinta-feira.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.