No seu discurso, no final da manifestação de hoje, em Lisboa, que partiu da rotunda do Marquês de Pombal e terminou nos Restauradores, Arménio Carlos defendeu que é preciso ir “à luta para combater a precariedade dos vínculos laborais no setor privado, na administração pública e no setor empresarial do Estado”.

“Na administração pública e no setor empresarial do Estado este objetivo só será atingido se for agilizado o processo de regularização dos vínculos laborais”, defendeu o líder sindical.

Acrescentou que é “fundamental” simplificar o processo em que a cada posto permanente de trabalho corresponde um vínculo efetivo, “para dar celeridade ao processo e às expectativas dos trabalhadores”.

“Também aqui é preciso introduzir o “Simplex” para que, sem demoras inúteis, seja reposta a justiça e a legalidade e se devolva a dignidade e as condições de trabalho que os trabalhadores merecem”, sugeriu Arménio Carlos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.