De acordo com informações do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra,  o descarrilamento do comboio de transporte de cimento  junto à Adémia, em Coimbra, não provocou feridos, não tendo sido apurada ainda a causa do acidente. Os passageiros que planeavam hoje utilizar a linha ferroviária do norte vão ter de usar o autocarro para fazer o trajeto entre Coimbra e Pampilhosa, estando a circulação de comboios interrompida devido ao descarrilamento de uma composição de mercadorias.

"Estamos a fazer o transbordo rodoviário entre Coimbra B e Pampilhosa até que a situação seja resolvida", disse a porta-voz da CP à Lusa, acrescentando que quando os passageiros chegam de comboio a Coimbra B a ou à Pampilhosa, há autocarros disponíveis para fazer essa parte do trajeto.

No local estão técnicos da Infraestruturas de Portugal (empresa que resultou da fusão da REFER com a Estradas de Portugal), que estão a proceder a operações de limpeza, acompanhados por uma patrulha da GNR. Segundo fonte da GNR de Coimbra, o trânsito automóvel não foi afetado na zona do descarrilamento, devendo a circulação ferroviária ser retomada nas próximas horas.

Não há ainda previsão sobre quando é que a circulação na linha ferroviária do norte será retomada, acrescentou a porta-voz da CP.

A Linha do Norte está cortada à circulação ferroviária desde as 18h10, junto a Adémia (Coimbra) devido ao descarrilamento de um comboio de mercadorias.

Notícia atualizada às 20h45

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.