O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou hoje que Portugal e o Qatar têm um "relacionamento diplomático forte", negando que haja "uma lista negra" e contrapôs "a realidade" a "uma especulação".

Questionado pelos jornalistas sobre uma notícia do jornal Sol que refere que Portugal vai ser colocado na lista negra do Qatar, o chefe de Estado afirmou que "uma coisa é aquilo que é uma especulação, outra coisa é a realidade".

E apontou que "a realidade é muito simples, há um relacionamento diplomático, económico forte que veio do passado, que não impede que haja pontos de vista diversos, sobre matérias importantes".

"Mas não se pode dizer que haja lista negra nem lista de qualquer outra cor que afete o que é a política externa normal de um país neste caso é Portugal e Qatar, como podia ser Portugal e os Emirados Árabes Unidos ou Portugal e Arábia Saudita ou outros países daquela área que têm regimes nalguns aspetos importantes muito semelhantes", considerou o Presidente da República, que falava aos jornalistas à margem de uma visita à Feira de Solidariedade Rastrillo, em Lisboa.

Marcelo Rebelo de Sousa referiu também que regressou na sexta-feira daquele país, ao qual se deslocou para assistir ao jogo da seleção nacional no campeonato mundial de futebol com o Gana, e se encontrou "com o primeiro-ministro e com outros responsáveis do Qatar".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.