Segundo os dados do instituto de pesquisa Ipec, Lula da Silva teve um ponto a mais do que há uma semana, enquanto Bolsonaro manteve a mesma percentagem na sondagem, que tem confiabilidade de 95% e margem de erro de dois pontos percentuais.

O Ipec coloca o candidato Ciro Gomes na terceira posição, com 6% das intenções de voto, um ponto a menos do que o registado na semana passada.

Em quarto lugar está a senadora Simone Tebet, que tem com 5% dos apoios face à sondagem anterior.

Numa possível segunda volta, Lula da Silva manteve-se como possível vencedor com 54% das intenções de voto, face aos 35% de Bolsonaro, o mesmo resultado de 19 de setembro.

A sondagem mostrou que as hipóteses de Lula da Silva ser eleito à primeira volta das presidenciais brasileiras, em 02 de outubro, aumentaram.

Segundo o Ipec, no levantamento concluído na segunda-feira, o ex-sindicalista tem 52% dos votos válidos, face aos 34% de Bolsonaro, o que lhe garantiria a eleição sem a necessidade de ir à segunda volta, marcada para 30 em outubro.

Os dados indicam que na última semana a rejeição de Bolsonaro aumentou de 50% para 51% e a de Lula da Silva passou de 33% para 35%.

O instituto entrevistou 3.008 pessoas em todo o país, entre os dias 25 e 26 de setembro.

Às presidenciais brasileiras concorrem 11 candidatos: Jair Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D’Ávila, Soraya Tronicke, Eymael, Padre Kelmon, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.