O novo caso, o 46.º caso no território desde que o surto começou, é um residente de Macau, de nacionalidade filipina.

O homem de 57 anos, explicou à Lusa a mesma fonte, “chegou ao território por ferry das 14:00 vindo de Manila via Hong Kong”.

“Foi levado para observação e testou positivo”, indicaram os Serviços de Saúde, acrescentando que o residente foi encaminhado para o Centro Hospitalar Conde de São Januário onde ficará em isolamento.

Desde 16 de junho e até 17 de julho está aberto um corredor especial entre o território e Hong Kong, para permitir a pessoas retidas pela pandemia o regresso a casa.

Macau estava sem registar novos casos desde 09 de abril e desde 19 de abril que não tinha qualquer caso ativo, depois de o último paciente ter recebido alta hospitalar.

Macau foi dos primeiros territórios a identificar casos de infeção com a covid-19, antes do final de janeiro. O território registou então uma primeira vaga de dez casos. Seguiu-se outra de 35 casos a partir de março, todos importados, uma situação associada ao regresso de residentes, muitos estudantes no ensino superior em países estrangeiros.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 482 mil mortos e infetou mais de 9,45 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.549 pessoas das 40.415 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.