Esta câmara do distrito de Bragança irá distribuir 150 computadores “aos alunos carenciados do concelho para que possam, sem qualquer limitação, acompanhar o programa de ensino à distância definido pelo Governo”.

O presidente da Câmara, Benjamim Rodrigues, justificou que o município não quer que “as crianças do concelho fiquem para trás” e com esta medida pretende “criar as ferramentas para que os estudantes possam acompanhar de forma condigna o ensino à distância”.

De acordo com o autarca, já foi feito um levantamento dos alunos que necessitam desta ajuda para começarem a receber os computadores.

O presidente da Câmara indicou que os casos de maior necessidade se concentra no meio rural, concretizando que há 71 crianças do primeiro ciclo a necessitar de equipamento, 45 do segundo ciclo e 33 no terceiro ciclo.

O município aguarda que a empresa à qual foi feita a aquisição forneça os equipamentos que serão entregues ao Agrupamento de Escolas de Macedo de Cavaleiros, a quem competirá distribuí-los pelos contemplados.

O Governo decidiu manter as aulas à distância, no terceiro período escolar, para os alunos destes níveis de ensino, no âmbito do plano de contingência para prevenção e combate da pandemia Covid-19.

Portugal cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o decreto presidencial que prolongou a medida até 02 de maio prevê a possibilidade de uma "abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais".

O país regista 762 mortos associados à covid-19 em 21.379 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.