De acordo com os bombeiros de Santa Cruz, o fogo foi combatido pela corporação entre as 04:40 e as 9:50 de hoje, tendo “destruído uma habitação, uma casa antiga, que tinha muitas estruturas precárias de folha e madeira”.

“Vivia uma família com muitas crianças”, adiantou a mesma fonte, acrescentando que uma mulher foi transportada para o centro de saúde de Machico — concelho vizinho a leste — “devido à inalação de fumo”.

A fonte assegurou que o fogo “não provocou feridos” e que o incêndio “não se propagou para além da zona da habitação”.

No combate ao fogo estiveram quatro viaturas e nove elementos da corporação, e uma ambulância, mencionou.

O presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, Filipe Sousa, , explicou à agência Lusa que na casa pernoitava na altura do incêndio “uma mulher com os dois filhos e dois netos”.

O autarca referiu que “os dois netos estavam apenas a passar o fim de semana com a avó, visto que as crianças estão institucionalizadas”.

Filipe Sousa adiantou que a Câmara Municipal de Santa Cruz “já interveio e a família está temporariamente realojada na casa de uma pessoa da família”.

“Também foram providenciadas alimentação e roupas, visto que perderam tudo”, declarou o responsável, acrescentando que a Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz está a colaborar e que esta família vai ser apoiada através do “Projeto Casa”, recebendo refeições quentes a partir de segunda-feira.

O presidente do município adiantou que a Polícia Judiciária já tomou conta da ocorrência e que há indícios de “algum descuido numa queimada particular”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.