Acompanhado por mais três elementos da sua equipa, o médico Rafael Macedo realizou hoje uma ação de campanha eleitoral em frente ao Hospital Central do Funchal Dr. Nélio Mendonça.

"É importante os madeirenses pensarem na parte da saúde. A saúde, realmente, está a ser completamente destruída para beneficio de serviços privados de saúde", disse.

"Existe milhões e milhões para serviços privados de saúde e não existe dinheiro para o básico no hospital, temos de lutar ferozmente contra essa intenção do poder instalado do PSD, do PS e do CDS, que querem apostar numa saúde privada na Madeira", acrescentou.

Rafael Macedo realçou que "se as pessoas não têm dinheiro, não têm realmente possibilidade para serem submetidas a tratamentos caríssimos".

Por isso, o cabeça de lista pelo Partido Unidos Reformados e Pensionistas pede aos madeirenses para que "confiem na candidatura do PURP - o quinto a contar de baixo para cima no boletim de voto, partido do Sol que nasce para todos".

O candidato considera importante o PURP ter representação na futura composição da Assembleia Legislativa para "lutar de forma vincada” em prol dos “mais desprotegidos, como os pensionistas e reformados”.

Rafael Macedo aproveitou para lamento o "bloqueio" que uma parte da comunicação social tem feito à cobertura da sua candidatura nesta campanha eleitoral.

O candidato foi o médico que acusou o Serviço Regional de Saúde da Madeira (Sesaram) de estar a reencaminhar para uma clínica privada exames e tratamentos na área da Medicina Nuclear que poderiam ser feitos no serviço que coordena no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, com graves prejuízos financeiros para a região e para os doentes.

Ouvido em comissão de inquérito no parlamento regional, acusou alguns médicos de negligência, o que levou o Sesaram a instaurar um processo disciplinar e o seu afastamento do serviço.

As eleições regionais legislativas da Madeira contam com 16 partidos e uma coligação a disputar os 47 lugares no parlamento regional.

PDR, CHEGA, PNR, BE, PS, PAN, Aliança, Partido da Terra-MPT, PCTP/MRPP, PPD/PSD, Iniciativa Liberal, PTP, PURP, CDS-PP, CDU (PCP/PEV), JPP e RIR são as 17 candidaturas validadas para estas eleições, com um círculo único.

Nas regionais de 2015, os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta - com que sempre governaram a Madeira - por um deputado, com 24 dos 47 parlamentares.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.