“O Ministério da Administração Interna acompanha de perto esta erupção, com especial cuidado para as duas dimensões que, nesta fase, mais relevam para Portugal: uma eventual intervenção para a retirada de cidadãos portugueses, em apoio às autoridades de Espanha, e a evolução e deslocação da nuvem de fumo [sobretudo em direção ao arquipélago português da Madeira], assim como outros fenómenos conexos”, refere o MAI em comunicado.

O MAI adianta que está a seguir a situação através da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em contacto permanente com as autoridades de proteção civil de Espanha e com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A mesma nota refere que o Ministério dos Negócios Estrangeiros, através da Embaixada de Portugal em Madrid e em articulação com o Cônsul Honorário de Portugal em Tenerife, tem monitorizado a situação da comunidade portuguesa na ilha de La Palma, em particular nos municípios afetados pela erupção do vulcão Cumbre Vieja, e tem mantido contacto com as autoridades locais.

“Conforme consta da informação disponibilizada nos Conselhos aos Viajantes publicados no Portal das Comunidades, foi recomendado aos portugueses que estejam na ilha de La Palma que sigam as instruções das autoridades locais e respeitem os cordões de segurança estabelecidos pelas forças de segurança e proteção civil. Recomenda-se igualmente que estejam preparados para uma possível evacuação”, especifica o comunicado.

O MAI refere ainda que, “em caso de necessidade, os cidadãos nacionais poderão contactar o Gabinete de Emergência Consular, através dos números +351 217 929 714 ou +351 961 706 472, ou o Cônsul Honorário de Portugal em Tenerife, através do correio eletrónico tenerife@consuladoportugal.es ou do telefone +(34) 665 893 825”.

O vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção no domingo depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região.

Dezenas de casas já foram destruídas pela lava do vulcão que continua a correr em direção ao mar, mas não há vítimas depois de as autoridades terem retirado mais de 5.000 pessoas da zona da erupção.

A agência espanhola Efe noticiou que o gestor da navegação aérea em Espanha emitiu uma recomendação, como medida preventiva, para que sejam suspensos os voos para a ilha de La Palma.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.