Da quinta operação desta natureza, segundo um comunicado de imprensa da agência europeia de polícia (Europol), resultou a identificação de 3.833 ‘mulas’ de dinheiro, bem como de 386 angariadores, dos quais 228 foram detidos.

Uma ‘mula’ de dinheiro é o nome dado a um correio humano usado para despistar transferências de dinheiro internacionais com origem em atividades criminosas.

Foram abertas 1.025 investigações, precisando a agência que “muitas estão ainda a decorrer”, tendo sido evitadas perdas “no valor de 12,9 milhões de euros”.

Segundo a Europol, mais de 650 bancos, 17 associações bancárias e outras instituições financeiras colaboraram na deteção de 7.520 transações fraudulentas.

Além das autoridades policiais de 31 países, colaboraram na operação de combate ao branqueamento de capitais a Eurojust (unidade de cooperação judicial da União Europeia) e a Federação Europeia de Bancos, que integra a Associação Portuguesa de Bancos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.