O ministro do Ambiente e o primeiro-ministro vão na sexta-feira em Lisboa assinar os termos de aceitação para a intervenção que encoraja a compra de mais autocarros a gás natural comprimido e elétricos, bem como os postos de abastecimento para ambas as tecnologias.

As entidades que adiram aos "autocarros limpos" terão 46,2 milhões de euros através do Fundo de Coesão.

No total, serão comprados 510 autocarros, 438 a gás natural e 72 elétricos, e instalados 31 pontos de carregamento elétrico e quatro postos de gás natural.

Com os novos veículos a trabalhar, estima-se que serão poupados 8,6 milhões de litros de gasóleo anualmente.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.