Munidos de buzinas, apitos e panelas, dezenas de manifestantes desceram a rua Castilho por volta das 19:00, poucos minutos antes de o secretário-geral do PS, António Costa, chegar ao Hotel Altis, onde decorre a noite eleitoral socialista.

Os manifestantes estavam sem máscara, alguns vestidos com camisolas do “Movimento Zero”, e mostravam cartazes com reivindicações díspares: além de associarem a inoculação das vacinas contra a covid-19 com “transhumanismo” e a tecnologia 5G, pediam também uma “mudança do sistema político, já”, “democracia participativa, já” ou afirmavam “não tocam na constituição”.

No cruzamento da rua Castilho com a rua Rosa Araújo, antes de descerem a rua até ao Hotel Altis, os manifestantes foram desviados pela polícia, em direção à avenida da Liberdade. Pouco depois, às 19:18, António Costa chegou ao hotel onde decorre a noite eleitoral socialista.

Perto das 20:00, um grupo de cerca de 50 manifestantes chegou também ao Hotel Sana Marquês, no Marquês de Pombal, Lisboa, onde se reúne a direção do PSD para acompanhar os resultados eleitorais, gritando “contra a ditadura sanitária” e contra a vacinação.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.