Acompanhado do ministro das Relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto, o chefe de Estado português foi levado para a quarta fila da bancada ‘vip’ onde permaneceu inesperadamente também completamente discreto, sem que a multidão notasse a sua presença.

Com o pôr do sol de frente para a bancada, Marcelo Rebelo de Sousa permaneceu cerca de 30 minutos sempre acompanhado pelo governador da província de Luanda, Sérgio Luther Rescova.

A quebra de protocolo gerou grande confusão entre as equipas de segurança e os jornalistas que acompanham o Presidente português na visita a Angola.

Marcelo Rebelo de Sousa deixou o palanque cerca de 18:00 locais (17:00 em Lisboa), seguindo de imediato para uma unidade hoteleira em Luanda, de onde partirá para o jantar do sexagésimo quinto aniversário do seu homólogo angolano, João Lourenço, de quem é convidado.

A visita de Estado de Marcelo Rebelo de Sousa a Angola começa oficialmente na quarta-feira, tendo de manhã um encontro em privado com João Lourenço.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.