“Antes da partida para o Funchal, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa reuniu, no Palácio de Belém, com uma delegação de representantes da Associação de Lesados do Banif – Obrigacionistas e acionistas (ALBOA)”, lê-se numa nota divulgada no ‘site’ da Presidência da República.

Segundo o mesmo comunicado, já no Funchal, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu uma delegação de representantes da Associação de Lesados BES Emigrantes da Venezuela e África do Sul (ALEV).

Os Lesados do Banif marcaram uma manifestação para 10 de junho no Funchal, onde decorrem as cerimónias oficiais do Dia de Camões, para sensibilizar as mais altas entidades para a situação de que foram vítimas pela resolução daquele banco.

Num comunicado divulgado em 27 de maio, a ALBOA afirmou que "quer assim sensibilizar as mais altas entidades oficiais (incluindo Presidente da República e primeiro-ministro) para a situação das vítimas da forma como foi determinada a Resolução daquele banco, na altura detido pelo Estado".

A associação precisou que a data e o local foram escolhidos para aproveitar as cerimónias oficiais do Dia de Camões, de Portugal e das Comunidades Portuguesas que decorrem este ano na Madeira.

Marcelo Rebelo de Sousa chegou na segunda-feira à noite à Madeira, onde ficará até quinta-feira, 10 de junho para comemorar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

De acordo com a agenda divulgada à comunicação social o programa de Marcelo Rebelo de Sousa no Funchal começa hoje com um almoço com membros da Assembleia Legislativa Regional da Madeira, no Palácio de São Lourenço, residência oficial do representante da República para esta região autónoma, Ireneu Cabral Barreto.

À tarde, o Presidente da República irá depositar uma coroa de flores no Monumento ao Emigrante Madeirense e assinalar o Dia Internacional dos Oceanos no concelho de Câmara de Lobos.

Marcelo Rebelo de Sousa estará ainda presente na entrega de um prémio literário juvenil alusivo ao Dia de Portugal, antes de jantar com membros do Governo Regional da Madeira chefiado por Miguel Albuquerque, no Palácio de São Lourenço.

Na quarta-feira, o programa previsto inclui a habitual cerimónia militar do içar da bandeira nacional, na Praça do Município, e a participação do chefe de Estado na iniciativa das Forças Armadas "Alista-te por um dia" e no lançamento de um livro sobre a autonomia da Madeira, na Assembleia Legislativa Regional.

No 10 de Junho, terá lugar a Cerimónia Militar Comemorativa do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, na Praça da Autonomia e na Avenida do Mar, no Funchal.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.