Mariano Rajoy acusou Carles Puigdemont de ter um plano “intolerável”, classificando-o mesmo como o incidente mais sério que alguma vez viu na sua vida política.

O jornal El País avançou que o projeto de lei catalão pretende estabelecer uma República, assumir a direção imediata do poder judicial na região e tomar posse da propriedade estatal na Catalunha.

Jordi Turull, um membro sénior da coligação governamental Juntos pelo Sim, de Puigdemont, já negou a notícia do El País, em mensagem colocada na rede social Twitter, adiantando que correspondia a uma versão desatualizada, como se verá se e quando a lei vier a ser aprovada.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.