“A minha intenção é avançar para um projeto de unidade nacional […] que possa unir todos os franceses em torno de um projeto de alternância para recuperar o país”, disse Le Pen num encontro com jornalistas em Paris.

Quando faltam mais de dois anos para as presidenciais, Le Pen é a primeira pessoa a anunciar uma candidatura.

Nas últimas presidenciais, em 2017, a líder da extrema-direita ficou em segundo lugar na primeira volta, com 21,9%, contra os 23,7% obtidos por Emmanuel Macron, o mais votado.

Na segunda volta, Macron derrotou Le Pen com 66,1% dos votos, contra 33,9%.

A candidatura para as presidenciais de 2022 terá de ser validada em 2021 em Congresso nacional do seu partido, a União Nacional (RN, ex-Frente Nacional).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.