O acordo entre a embaixada e a cadeia de fast-food prevê que os norte-americanos possam ir aos restaurantes da marca no país em caso de emergência e obter ajuda de um dos seus 194 funcionários.

Do acordo entre a gigante norte-americana de comida rápida e a embaixada da Áustria em Viena faz parte uma linha direta de apoio disponível 24 horas por dia.

"As equipas [dos restaurantes do McDonald's na Áustria] vão ajudá-lo, estabelecendo contacto com os serviços consulares da embaixada americana", informou a delegação diplomática numa mensagem publicada na sua conta da rede social Facebook.

Entre outras coisas, os norte-americanos receberão assistência em caso de perda ou roubo de passaporte. Mas não só, empresa garantirá ajuda no contacto com os serviços de emergência e de segurança nacionais.  Segundo a BBC, a embaixada disse garantirá que os cidadãos norte-americanos tenham todas as opções disponíveis para entrar em contacto quando necessário, sendo este "o dever número 1 de todas as embaixadas ao redor do mundo".

A ajuda foi idealizada pelo embaixador norte-americano Trevor Traina, que assinou o acordo com responsável administrativa da empresa na Áustria Isabelle Kuster.

Nas redes sociais, nem todos receberam a iniciativa com agrado. Entre o humor  — "É um McPassport para levar, por favor" — e a desconfiança — "Isso substituiu os funcionários da embaixada?", foram várias as reações.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.