“Em antecipação do Dia da Livraria e do Livreiro – 30 de novembro – a Meta anuncia uma iniciativa no Facebook, Instagram e WhatsApp que pretende ajudar as livrarias portuguesas a acelerarem a transição digital e adaptarem a estratégia de negócio ao novo cenário socioeconómico: https://www.facebook.com/business/boost/portugal”, refere a tecnológica, em comunicado.

O projeto dirigido ao mercado português conta com o lançamento de um guia que colocará em detalhe todas as ferramentas da Meta que são úteis para as livrarias tirarem o melhor partido das suas redes e de um centro de recursos e formação que dará apoio direto aos proprietários destes negócios, salienta.

“Esta iniciativa é em antecipação do Dia da Livraria e do Livreiro (…) e integra-se numa campanha mais ampla de apoio às pequenas e médias empresas [PME]”, acrescenta a Meta.

A dona do Facebook salienta que o projeto #ApoiamosBoasIdeias que antecede a época natalícia acontece num ano “em que 51% dos consumidores quer comprar local e em pequenos negócios e 90% pretende encontrar novas marcas e produtos”.

As livrarias foram afetadas pela pandemia de covid-19, durante o período de confinamento, sendo que com o ‘lockdown’ muitos livreiros recorreram à venda ‘online’, “criando ‘websites’ e redes sociais com serviços de pagamentos e entrega, que se mantiveram até hoje”.

Contudo, a transição digital das livrarias ainda não está concluída, sendo que um estudo da Gfk, divulgado pela APEL, revela que mais de 73% das vendas de livros em Portugal são em lojas físicas e apenas 14,7% são através de vendas ‘online’, refere a Meta.

Segundo um inquérito recente da Ipsos às PME, “as redes sociais da Meta são imprescindíveis para chegar a novos públicos – neste ponto, Portugal destaca-se, com 72% das PME inquiridas a confirmarem que utilizaram os produtos da Meta para alcançar novos públicos”, prossegue a tecnológica.

“Acreditamos que este guia vai ser uma ferramenta indispensável para as livrarias portuguesas, e identificámos, entre as múltiplas possibilidades dentro do Facebook, Instagram e WhatsApp, as ferramentas que podem fazer crescer os negócios dos livreiros e alcançar mais pessoas”, afirma Irene Cano, ‘country manager’ da Meta em Portugal e Espanha, citada em comunicado.

De acordo com a responsável, as redes sociais “são a melhor forma de as pessoas se ligarem aos negócios locais, assim como de encontrarem os produtos ideais, especialmente na época natalícia que se aproxima”.

Por isso, “na Meta continuamos a investir em novas formas de apoiar as pequenas e médias empresas”, conclui.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.