Segundo a consulta interna, 68,42% dos inscritos votaram pela permanência de Pablo Iglesias e da sua mulher Irene Montero, porta voz do movimento, nos seus cargos, contra os 31,58% que consideraram que deveriam ser demitidos.

Os dados da consulta interna que contou com o voto de 188.176 pessoas, a mais participada de sempre, foram divulgados pelo secretário do Podemos, Pablo Echenique, na sua conta pessoal da rede social Facebook.

A consulta foi convocada depois da polémica gerada quando foi conhecida a compra, por parte de Iglesias e da companheira, Irene Montero, de uma casa de 600 mil euros, nos arredores de Madrid.

Os militantes responderam à pergunta: "Considera que Pablo Iglesias e Irene Montero devem continuar à frente da Secretaria-Geral e do cargo de porta-voz parlamentar do Podemos?"

Numa mensagem publicada na conta da sua rede social Facebook, depois de serem conhecidos os resultados, Iglesias agradece a participação e apoio recebido mas diz que toma nota da mensagem deixada pelos 30% que se manifestaram contra.

“Não foram dias fáceis para nós, mas também não o foram para os militantes do Podemos”, escreveu.

[Notícia atualizada às 10h16]

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.