“O docente foi suspenso, no seguimento do processo disciplinar, com pedido de suspensão preventiva, instruído esta quarta-feira pelo diretor da escola", informou o Ministério da Educação à Agência Lusa.

O pedido de suspensão interposto pela escola surgiu na sequência de alertas e queixas dos encarregados de educação, sobre alegados comportamentos incorretos do professor na sala da aula, nomeadamente o não uso, deliberado, de máscara em contexto letivo.

Em causa estarão também alguns vídeos gravados pelo docente na sua residência, e publicados na plataforma Youtube, onde o professor surge nu ou em trajes menores.

Perante a insatisfação e desconforto de alunos e encarregados de educação com a situação, a direção da Escola Eça de Queirós instaurou ao docente um processo disciplinar e pediu a sua suspensão imediata.

Esta quinta-feira a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, que funciona sobre a alçada do Ministério da Educação, deu provimento ao pedido e suspendeu o professor com efeitos imediatos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.