"Não podia não deixar aqui uma nota de condenação para o discurso xenófobo que começou a invadir os nossos espaços institucionais e que chegou ao parlamento, com uma declaração feita ontem [terça-feira] e que atingiu a deputada [do Livre] Joacine Katar Moreira", afirmou Francisca Van Dunem, no início do seu discurso na Conferência 2020 Interseccional "Encarceramento e Sociedade", que decorre em Coimbra.

A ministra da Justiça fazia referência à publicação feita na terça-feira por André Ventura na rede social Facebook, em que propôs que Joacine Katar Moreira fosse "devolvida ao seu país de origem".

Joacine Katar Moreira foi "convidada a ir para a sua terra, como se esta não fosse a terra da deputada Joacine Katar Moreira, que foi eleita pelo povo português para o parlamento deste país", criticou Francisca Van Dunem no início de um discurso que durou quase uma hora, onde abordou o racismo, o colonialismo português e o excessivo encarceramento, entre outros temas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.