Antes de partir para Washington, este domingo o ministro da Economia do governo de Angela Merkel disse à televisão ARD que queria evitar uma “espiral” de medidas e contramedidas.

“Não quero que se desenvolva uma guerra comercial entre a Europa e os Estados Unidos”, afirmou Peter Altmaier, citado pela AP.

A União Europeia (UE) publicou já uma lista de produtos americanos que planeia tributar, caso não estejam isentos das tarifas anunciadas pelo Presidente norte-americano, Donald Trump.

A UE disse que segue práticas de comércio justo e que o problema é a superprodução da China.

Altmaier afirmou que a Alemanha e os Estados Unidos devem ser capazes de produzir aço de forma competitiva, sem que outros o vendam em “preços de dumping [inferiores ao preço do mercado]”.

Donald Trump vai impor taxas de 25% às importações de aço nos Estados Unidos e de 10% às de alumínio, ignorando sucessivos avisos dos seus aliados. As tarifas devem entrar em vigor em 23 de março, exceto para o Canadá e México.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.