Outra fonte ligada ao processo adiantou à Lusa que a reunião decorrerá na manhã de sexta-feira, em Lisboa, e que no mesmo dia haverá declarações aos jornalistas.

O ministro da Saúde, Manuel Pizarro, já tinha dito que o nome do diretor-executivo do Serviço Nacional de Saúde (SNS) deveria ser anunciado esta semana, estando apenas a aguardar a publicação em Diário da República da regulamentação da direção executiva.

“Espero que seja publicado esta semana e, mal seja publicado, anunciaremos qual é a pessoa que convidamos e se essa pessoa aceita ou não aceita”, disse na quarta-feira aos jornalistas Manuel Pizarro, referindo-se ao diploma que rege o funcionamento da futura direção executiva do SNS promulgado na passada sexta-feira pelo Presidente da República.

Fernando Araújo, presidente do Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto, cargo que exerce desde abril de 2019, tem sido apontado por várias fontes ligadas ao setor como o nome escolhido para o novo cargo, embora ainda não confirmado pelo Governo.

Sobre as responsabilidades da nova entidade, criada no âmbito do estatuto do SNS recentemente aprovado, o ministro explicou que terá a cargo as “operações de natureza operacional e técnica”, sublinhando que “isso não desresponsabiliza o Governo em nada”.

“A responsabilidade pelas orientações gerais das políticas da saúde é do Governo e do Ministério da Saúde (MS), e a responsabilidade por fornecer os meios necessários e adequados ao bom funcionamento do SNS é do MS, mas as orientações técnicas e procedimental serão da parte da direção executiva”, explicou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.