A decisão do executivo britânico foi tomada devido ao aumento de casos de coronavírus em várias cidades espanholas e, segundo o ministro de Assuntos Exteriores, Dominic Raab, foi tomada já depois de Grant Shapps e a família estar de férias em Espanha.

Por seu turno, o Partido Trabalhista, que lidera a oposição ao atual executivo britânico, considerou “caótica” a abordagem do Governo no assunto, lembrando que a entrada em vigor da nova quarentena surge após o ministro dos transportes ter chegado “ao destino proibido”.

O Reino Unido excluiu Espanha da lista de países seguros por causa da evolução da pandemia, numa medida que entrou em vigor este sábado, desaconselhando as viagens para aquele país, com exceção de Baleares e Canárias.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.