Em comunicado conjunto, as entidades lembram que Manuel Fialho integrou várias equipas diretivas da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, foi um dos fundadores da Agência de Promoção Turística do Alentejo e foi membro fundador da Confraria Gastronómica do Alentejo, desempenando diversas outras funções.

“Foi uma personalidade incontornável da sociedade alentejana a quem a região e Portugal muito devem”, ajudando a “elevar o estatuto da gastronomia alentejana a uma das ‘almas gastronómicas de Portugal”, realça o comunicado, a propósito daquele que coordenou a “Carta Gastronómica do Alentejo - Monumenta Transtaganae Gastronomica” e foi também coautor de diversas obras sobre o tema.

Segundo António Ceia da Silva, presidente da Turismo do Alentejo e Ribatejo, Manuel Fialho foi “uma grande referência” não só para o setor na região, como a nível nacional, tendo Vítor Silva, presidente da Agência de Promoção Turística do Alentejo, acrescentando que a região “perde uma figura de vulto que tanto contribuiu para a gastronomia, a cultura e o turismo” no território.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.