Em comunicado, o município acrescenta que se trata de um investimento inicial de 1,5 milhões de euros.

“A unidade fabril de Esposende da Wärtsilä procederá à reparação de componentes de motores de barcos, além de acolher um ‘cluster’ que desenvolverá estudos na área da construção de centrais para todo o mundo”, refere o comunicado.

Citado no mesmo comunicado, o presidente da Câmara de Esposende, no distrito de Braga, destacou a “atratividade do concelho na captação de empresas, nomeadamente, empresas com expressão mundial, como é o caso da Wärtsilä”.

“O município de Esposende assume-se, cada vez mais, como parceiro das empresas que laboram no nosso concelho, através da desburocratização de procedimentos que facilitam e incentivam a instalação de unidades industriais”, afirmou Benjamim Pereira.

O autarca sublinhou ainda os “benefícios geográficos” da localização de Esposende, a meio caminho dos aeroportos do Porto e de Vigo e dos portos de mar de Leixões e Viana do Castelo.

A Wärtsilä produz tecnologias inteligentes para os mercados marítimos e pertence a um grupo empresarial com cerca de 19.000 colaboradores e que detém operações em mais de 200 locais e opera em 80 países.

Em 2018, teve um volume de vendas de cerca de 5,2 mil milhões de euros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.