Ana Gomes venceu André Ventura nos distritos do litoral continental, com exceção de Leiria, mas o candidato do Chega ganhou o interior. Quanto às ilhas, Ana Gomes conquistou o segundo lugar nos Açores, André Ventura na Madeira.

A nível nacional Ana Gomes conquistou 12,93% dos votos, pouco mais de um ponto percentual a mais do que o candidato da extrema-direita, André Ventura, que obteve 11,89% dos votos.

Terá sido o distrito de Setúbal o que melhor corporizou o equilíbrio do embate entre os dois candidatos, onde, com duas freguesias por apurar, tiveram apenas 600 votos a separá-los, a favor de Ana Gomes. No final, terminaram separados por menos de dois mil votos, a favor da candidata socialista que entrou na corrida com uma candidatura independente. Ana Gomes registou 13,37% e André Ventura 12,86%

Foi nos grandes distritos do território continental que Ana Gomes consolidou o segundo lugar, sobretudo no Porto, onde venceu André Ventura com quase 54 mil votos de vantagem: os 116.906 votos corresponderam a 15,58% da votação no distrito, contra os 63.194 de André Ventura que lhe garantiram um resultado de 8,42%.

Em Lisboa, Ana Gomes chegou perto dos 15% (com 14,52%), conquistando 139.629 votos, deixando André Ventura em terceiro lugar com 123.573 votos correspondentes a 12,85% da votação no distrito.

Portalegre deu a vitória mais destacada a André Ventura sobre Ana Gomes, com quase 10 pontos percentuais de diferença: o candidato da extrema-direita conquistou ali 20,04% dos votos, contra os 10,22% de Ana Gomes, que ficou em terceiro lugar.

Bragança e Santarém também marcaram diferenças percentuais elevadas entre os dois candidatos, a favor de André Ventura, no primeiro caso com quase oito pontos percentuais a separá-los e no segundo com Ana Gomes a não atingir a fasquia dos 10% e Ventura a superar os 15%.

Évora e Beja foram os distritos onde Ana Gomes perdeu para Ventura e não conseguiu segurar um terceiro lugar, entregue ao candidato comunista João Ferreira. André Ventura e Ana Gomes ficaram a mais de seis pontos percentuais de distância em ambos os distritos.

Faro também preferiu Ventura a Ana Gomes, com o primeiro a registar 16,69% dos votos, mais do que os 11,74% de Ana Gomes.

Nos Açores, onde o Chega conseguiu um resultado eleitoral favorável para as legislativas regionais e é apoio parlamentar do Governo liderado pelos sociais-democratas, Ana Gomes ganhou a André Ventura, com uma diferença inferior a 1.500 votos. Já na Madeira, a ordem dos candidatos inverteu-se, com Ventura a superar Ana Gomes por mais de dois mil votos, mas ambos com resultados inferiores a 10%.

André Ventura fica em segundo em mais do dobro dos concelhos do que Ana Gomes

André Ventura, líder do partido Chega, ficou em segundo lugar em 204 concelhos, tendo obtido melhores resultados em toda a faixa do interior do país, de norte a sul, em municípios com baixa densidade populacional.

Dos 308 concelhos, Ana Gomes ficou em segundo lugar em 90 concelhos e terceiro em 192. Ana Gomes ficou em quarto lugar em 26 concelhos, a grande maioria no Alentejo.

O líder do Chega ficou na terceira posição em 98 concelhos, quarto lugar em cinco concelhos (Castro Verde, Paredes, Marco de Canaveses, Castelo de Paiva e Penafiel) e sexto no Corvo.

Os melhores resultados registados pelo candidato presidencial foram todos no Alentejo, mais concretamente, em Mourão (34%), no distrito de Évora, Monforte (31%), Elvas (29%), Alter do Chão (25%) e Arronches (25%), no distrito de Portalegre, e Moura (31%), no distrito de Beja.

Os melhores resultados registados pela ex-eurodeputada socialista foram no Porto (20%), Lisboa (18,5%) Matosinhos (18%), Gondomar, Vila Nova de Gaia, Maia, Oeiras e Coimbra, todos com cerca de 17%.

A maior diferença pontual entre Ana Gomes e André Ventura, a favor da ex-eurodeputada socialista, registou-se no Porto, com 11 pontos percentuais, seguindo-se Matosinhos e Gondomar, com dez pontos percentuais de diferença.

Já a maior diferença pontual a favor do candidato da extrema-direita registou-se em Monforte, onde esteve 23 pontos percentuais acima de Ana Gomes, seguindo-se Elvas (19), Moura (17) e Mourão (17).

No concelho da Ribeira Grande, na Ilha de São Miguel, os dois candidatos ficaram tecnicamente empatados, com o mesmo número de votos (756 para cada).

Foi em alguns destes concelhos que André Ventura esteve mais próximo de Marcelo Rebelo de Sousa, tendo ficado a sete pontos percentuais do Presidente da República reeleito em Mourão (33,64% contra 40,71% de Marcelo Rebelo de Sousa) e oito pontos em Moura (30,85% contra 39,12%).

Ana Gomes esteve sempre muito distante de Marcelo Rebelo de Sousa nas presidenciais em todos os concelhos, sendo que a menor diferença entre os dois registou-se em Mourão (24 pontos percentuais), Moura (25) e no Porto (32).

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República nas eleições de hoje.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.