Os peregrinos estavam a caminho de um templo centenário, no domingo, quando a embarcação virou de repente e afundou-se no meio do rio Karotoa, perto da cidade de Boda, no norte de Bangladesh.

As equipas de emergência recuperaram quinze corpos nas últimas horas, o que elevou o número de mortos para 24, informou o chefe de polícia de Boda, Sujoy Kumar Roy.

Quase 90 pessoas estavam no barco, três vezes acima da sua capacidade, segundo o chefe da polícia.

"Muitas pessoas continuam desaparecidas. A operação de busca e resgate continua", afirmou Roy à AFP.

A imprensa local avança que pelo menos dez pessoas foram resgatadas e encaminhadas para o hospital.

Imagens gravadas com um telemóvel, e exibidas pelo Canal 24 da televisão local, mostraram como a embarcação virou repentinamente, atirando os passageiros ao rio.

Dezenas de pessoas que observavam da margem, a cerca de 20 metros de distância, começaram a gritar.

No momento da tragédia, o tempo estava bom apesar das águas do rio estarem turvas e dificultando as operações de resgate.

Milhares de hindus do Bangladesh, de maioria muçulmana, visitam o templo Bodeshwari todos os anos. No domingo começou o Durga Puja, o maior festival hindu do país - e também do leste da Índia - que atrai multidões ao templo.

Tragédias de embarcações causadas por má manutenção e superlotação de passageiros são comuns no país.

(Notícia corrigida às 13H03)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.