O barco não identificado foi visto à deriva, junto à costa, na sexta-feira, mas a descoberta só aconteceu na segunda feira, quando a embarcação encalhou na praia. A agência de notícias norte-coreana Kyodo adianta que a guarda costeira suspeita que os navios sejam originários da Coreia do Norte.

Esta não foi a primeira vez, no mês de novembro, que aparecem, na costa do Japão, navios fantasma. No dia 15 de novembro, três norte-coreanos foram resgatados pela guarda costeira japonesa na península de Noto, na periferia de Ishikawa. Três cadáveres foram encontrados no barco no dia seguinte.

Três dias depois, no dia 17 de novembro, numa outra embarcação que deu à costa em Ishikawa, foram descobertos quatro cadáveres. Já no dia 23 de novembro, uma embarcação de madeira com oito homens vivos apareceu na cidade de Yurihonjo - os homens revelaram que saíram da Coreia do Norte para pescar e que, devido a dificuldades com a embarcação, foram parar ao Japão.

Satoru Miyamoto, professor da Univesidade Seigakuin e especialista na Coreia do Norte, disse, à CNN, que o número de navios que dão à costa no Japão aumentou desde 2013. “Depois de Kim Jong-un ter decidido expandir a indústria da pesca de modo a aumentar as receitas para os militares, eles estão a usar navios antigos tripulados pelo exército, por pessoas que não conhecem a pesca", disse Miyamoto. "Isso vai continuar", rematou.

A avalanche de navios da Coreia do Norte que vão dar ao Japão é uma reminiscência de 2015, quando mais de 12 navios fantasma foram, refere a CNN, descobertos com cadáveres a bordo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.