Fernando Negrão substitui Nunes Liberato como primeiro nome de Rio à Jurisdição, enquanto Paulo Rangel volta a ser o primeiro nome indicado pelo presidente ao Conselho Nacional, lista em que o ex-ministro Arlindo Cunha será o segundo.

Paulo Mota Pinto mantém-se como candidato a presidente da Mesa do Congresso, e a proposta de presidente da Comissão Nacional de Auditoria Financeira recaiu em Fernando Sebastião, que foi mandatário distrital de Rio por Viseu.

O anúncio dos nomes foi feito pelo próprio presidente do partido, no púlpito do 38.º Congresso do PSD.

Para o Conselho Nacional, depois de Paulo Rangel e Arlindo Cunha, a lista de Rio inclui o deputado municipal por Lisboa António Proa, o vice-presidente da Câmara Municipal da Maia Paulo Ramalho e o presidente da concelhia de Aveiro Vítor Martins.

Na Mesa do Congresso, Mota Pinto terá como vice-presidentes o líder do PSD-Açores José Manuel Bolieiro e a presidente da Assembleia Municipal da Trofa Isabel Cruz, tendo como vogais Eduardo Teixeira, Álvaro Madureira, Isabel Matos e Nelson Fernandes.

Para a Jurisdição, Rio propõe, além de Negrão, o histórico militante Pedro Roseta, bem como Paula Reis, João Dias Coelho e Nuno Correia.

A eleição dos órgãos nacionais do PSD decorre no domingo, entre as 09:00 e as 11:00.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.