O nível de incidência acumulada (contágios) em Espanha subiu de segunda-feira para hoje de 129 para 130 casos diagnosticados por 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores, quando até quinta-feira da semana passada tinha diminuído até os 128 casos.

As regiões com os níveis mais elevados são as de Madrid (223), País Basco (192), Catalunha (167), Astúrias (158) e Aragão (132).

A Espanha registou 5.516 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.234.319 o total de infetados até agora no país.

As autoridades sanitárias também contabilizaram mais 201 mortes atribuídas à covid-19, nos dados divulgados hoje, passando o total de óbitos para 73.744.

Nas últimas 24 horas a entrada nos hospitais em todo o país foi de 919 pessoas com a doença (612 na segunda-feira), das quais 226 em Madrid, 226 na Catalunha e 125 na Andaluzia.

Por outro lado, diminuiu para 7.926 o número de hospitalizados com a covid-19 (8.010), o que corresponde a 6% das camas, das quais 1.880 pacientes em unidades de cuidados intensivos (1.935), 19% das camas desse serviço.

Espanha decidiu na semana passada retomar a partir desta quarta-feira a administração da vacina AstraZeneca, depois de a Agência Europeia do Medicamento (EMA) ter assegurado que este medicamento contra a covid-19 “é seguro e eficaz”.

Entretanto na segunda-feira, Madrid também decidiu subir de 55 para 65 anos a idade máxima das pessoas a quem é destinado este medicamento desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford.

Segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde, quase 2,2 milhões de espanhóis já receberam as duas doses de uma das vacinas contra a covid-19, num total de pouco mais de 6,4 de doses administradas, numa população total de cerca de 47 milhões de pessoas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.