Depois de assistir ao teste desta arma portátil comandada por laser, Kim declarou ainda que, em termos de alcance, este "é o maior do mundo", e tem "a precisão de um fuzil de franco-atirador", destacou a KCNA. Kim Jong-Un verificou "com grande satisfação que até os tanques e veículos blindados dos inimigos que se orgulham da sua grande mobilidade e potência de fogo não passam de abóboras cozidas perante a nossa arma antitanque".

O líder norte-coreano ordenou que a nova arma seja fabricada em massa o mais cedo possível, para equipar as unidades de fronteira das forças armadas. A Coreia do Norte tem 1,2 milhão de militares no ativo,numa população total de 25 milhões de habitantes, o que equivale ao dobro do efetivo da Coreia do Sul, país cuja população é duas vezes maior. Apesar do grande efetivo humano, a maior parte das armas norte-coreanas é obsoleta e o Exército sofre com a falta de combustível.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.