Jacinda Ardern afirmou ainda que ambos vão pedir aos líderes mundiais e responsáveis de empresas de tecnologia que assinem um compromisso intitulado de "Apelo de Christchurch", assim batizado em homenagem à cidade da Nova Zelândia onde ocorreu um ataque no mês passado.

Contudo, Ardern não divulgou nenhum detalhe sobre o texto do compromisso, alegando que o conteúdo estava ainda a ser definido.

O homem acusado de assassinar 50 pessoas em duas mesquitas de Christchurch transmitiu o ataque, em direto, na rede social Facebook. O vídeo de 17 minutos foi copiado e visto amplamente na Internet, mesmo depois das empresas de tecnologia o terem removido das suas plataformas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.