O jornalista Rob Manuel criou um formulário Google para montar uma espaço seguro para qualquer um dizer o que lhe apetecesse. Porém, acabou por ganhar novas “perspetivas perturbadoras” da humanidade.

Intrigado com a forma como a constante interconetividade das redes sociais transformou toda a gente em “jornalistas de tablóide, batendo uns nos outros para causar caos máximo e, depois, sentar a ver o mundo em chamas”, quis ouvir o que aconteceria se as pessoas tivessem “um lugar para vomitar para o vazio”, sem consequências — porque não há nomes.

Num artigo de opinião publicado  hoje no 'Guardian', o jornalista conta como as mais de 6 mil confissões anónimas o fizeram aprender “verdades terríveis que nenhum humano deveria saber.”

O jornalista descobriu, por exemplo, que toda a gente urina em lavatórios. Mais: algumas pessoas até o fazem em máquinas de lavar a loiça.

Depois, há hábitos sexuais arriscados, há pessoas com empregos terríveis, colegas terríveis — “e hábitos surpreendentes na casa de banho”.

As pessoas bebem muito, fazem furtos nos supermercados e queixam-se das redes sociais. Ah, e os homens adoram usar roupa interior feminina.

Estas e outras confissões são divulgadas na rede social Twitter, na página Fess Hole (ligação em inglês).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.