A ministra da Saúde indicou hoje no parlamento que, entretanto, as crianças com doença oncológica do São João devem ser realojadas temporariamente a partir de abril noutras instalações que sejam mais adequadas.

A pedido do CDS-PP, a ministra da Saúde esteve hoje na comissão parlamentar de Saúde a ser ouvida sobre o hospital de São João e foi questionada sobre o processo de construção da nova ala pediátrica, que no ano passado foi alvo de várias discussões tendo em conta as condições consideradas inadequadas em que as crianças se encontram.

A ministra Marta Temido estima que as crianças com doenças oncológicas sejam realojadas para uma área do edifico principal do São João a partir de abril, até à conclusão da obra da nova ala pediátrica.

O Ministério da Saúde indica que as obras devem arrancar no final deste ano ou princípio de 2020, depois da revisão do projeto, que está em curso, e sendo terá ainda de ser preparado procedimento para a obra por ajuste direto.

Marta Temido prevê que o processo de revisão do projeto da nova ala esteja concluído em abril e entende que enquanto as obras, que terão uma duração de dois anos, estiverem a decorrer não “parece adequado que as crianças continuem nas instalações em que estão”.

Para a ministra, durante abril será possível começar a realojar duas áreas pediátricas, a oncológica e a de cirurgia.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.