Segundo o Observatório da Emigração, estrutura técnica e de investigação independente integrada no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL) do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), no ano passado foram 785 os portugueses que entraram no Canadá.

Este número representa uma descida de 7% comparativamente com 2016, adianta aquele organismo.

Desde 2000, o valor mais baixo de entradas registou-se em 2003, quando apenas 329 portugueses emigraram para o Canadá, segundo dados do Observatório de Emigração, baseado em informações do Ministério de Imigração, Cidadania e Refugiados do Canadá, que sublinha que o valor mais alto ocorreu em 2016, quando se registaram 845 entradas.

O Ministério da Imigração, Cidadania e Refugiados do Canadá anunciou na semana passada que pretende acolher um milhão de imigrantes nos próximos três anos.

Dados do recenseamento em 2011 revelavam que existiam 429.850 portugueses e lusodescendentes no Canadá, um aumento comparativamente aos 410.850 verificados em 2006.

A maioria estava localizada no Ontário (282.865), Quebeque (57.445) e na Colúmbia Britânica (34.865).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.