Carlos César falava aos jornalistas no Palácio de Belém, no final de uma audiência convocada pelo Presidente da República, a propósito da notícia de que o PSD vai apresentar propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2017.

"Da parte do grupo parlamentar do PS há disponibilidade, não só para melhorar o Orçamento naquilo que seja entendido que ele deve ser melhorado, como aceitar propostas de qualquer partido político sem exceção que tenham mérito e que sejam capazes de assegurar esse equilíbrio orçamental e os grandes objetivos com que nos comprometemos no plano externo, e também no plano interno com os nossos parceiros", declarou.

O líder parlamentar do PS começou por defender que a proposta de Orçamento do Estado para 2017 está "muito perto da sua versão final", porque foi elaborada "de forma muito cuidadosa e com grande sentido de responsabilidade" num processo negocial com os partidos da atual maioria de esquerda.

"Mas isso não significa que a Assembleia da República esteja destituída daquilo que são os seus poderes, que é justamente o de aprovar com ou sem alterações o Orçamento do Estado", ressalvou.

Questionado se o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, partilha a visão do Governo sobre o Orçamento, Carlos César respondeu que não pode falar em nome do chefe de Estado.

"O que lhe posso dizer é que o PS partilha muito da posição do Presidente da República", acrescenta.

Na sua intervenção inicial, o líder parlamentar do PS sustentou que a proposta de Orçamento do Estado repõe rendimentos e estabelece medidas de promoção do investimento e do crescimento económico, com respeito pelos compromissos com a União Europeia em matéria de défice e de dívida.

"Estou convencido de que esse conjunto de orientações farão com que a confiança seja reforçada e que, com a resolução dos problemas do setor financeiro, também seja possível, a par da mobilização dos fundos estruturais, ter um ano que do ponto de vista económico seja mais prometedor do que este ano de 2016 e muito mais do que o ano de 2015", declarou.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.